sábado, 22 de janeiro de 2011

18 meses

És lindo!

Irrequieto, impaciente e curioso. Queres ver tudo, mexer em tudo, correr, jogar à bola, brincar, ver televisão... se possivel tudo ao mesmo tempo. Não tens grande interesse por puzles, mas gostas de encaixar peças 3d no teu carrinho laranja. Gostas de esconder brinquedos debaixo do banco do carrinho azul em casa do avô e depois descobri-los novamente. Começas a encaixar e desencaixar Legos, mas giro, giro é atirar com eles. Continuas a gostar muito de livros e a passar páginas muito rapidamente. Impaciente! Adoras as bolinhas de sabão que fazemos e tentas fazer... mas ainda não percebeste como. Gostas de arrastar e puxar carrinhos. Tens um tão giro do Pocoyo que anda sózinho, mas tu gostas mesmo é de o empurrar. Pocoyo! Ai o Pocoyo! Não há mais desenhos animados para este menino! Só vê o Pocoyo. E os dvd's de músicas infantis. Ou os videoclips Loca e WakaWaka da Shakira e os da Kate Perry. Não são os mais indicados para ti, é certo. Mas foste tu que os escolheste. Quando começa a dar na televisão, corres de onde estiveres para dançar em frente à televisão. Telemóveis, telecomandos, computadores, etc. são fantásticos. E a tua cara de alegria quando consegues fazer alguma coisa neles? E tubos de creme. Não és esquisito: muda fralda, creme de corpo, creme de cara... não interessa! Adoras cães, ver passar aviões e tinonis. Só de os ouvir ficas logo atento e à procura de os ver.

Limpinho. às vezes avisas quando tens a fralda suja. Detestas lixo nas mãos e desatas a esfregá-las uma na outra para a limpar. Apanhas todo o lixinho que encontras no chão lá de casa (a maior parte provocado por ti, mas isso não interessa nada!).

Comilão. Depois de uma fase de negação à sopa, começas a comer melhor. Já percebi que não queres ser um mero espectador. Queres ter um papel activo. Então dou-te uma colher para mão enquanto te dou a sopa e tu vais comendo por ti também. Aliás, começaste a comer pela tua mão e não te safas nada mal. Às vezes esqueceste que estás a comer e lá vai a colher de arroz passear até à cabeça ou dar umas voltas no ar. Mas é pacífico. Adoras de paixão bolachas. Cada vez mais. Começaste a aventurar-te noutras comidinhas. Até um happy meal do MC Donalds já comeste. Pronto... era composto por sopa, hamburguer com queijo sem molhos e água... e o hamburguer foi o pai que o comeu quase todo. Mas conta, não conta?

Dorminhoco. Depois de duas semanas a dormir francamente mal, voltaste ao menino que eras. Malditas viroses que nem dormir te deixam. Agora dormes entre as 21h e as 21h30 e acordas às 8h. Mesmo ao fim de semana, quando te deitas um bocadinho mais tarde. Dormes seguidinho sem tosse, choraminguisses, leites ou incursões à cama dos papás. Continua assim meu rico filho!

Birrento de vez em quando. Para vestir, para mudar a fralda, para sair da cadeira da papa, para sair do carrinho, para sentar na cadeira do carro... estou a determinar um padrão. Tudo o que te imobilize durante algum tempo deixa-te um bocadinho aborrecido. Lamento, mas tem que ser. Não podemos andar de pijama o dia todo, pois não? Por isso vamos continuar a não ligar às tuas birras (ou fingir que não, porque na verdade temos que estar de olho em ti para não te magoares).

Espertalhão! Andas muito. Tropeças tal é a velocidade com que o queres fazer. Noutro dia corrias atrás de um menino com um balão e via-se que as pernas não andavam tão depressa como tu querias!! Fazes expressões giríssimas com a cara e o corpo. Percebes tudinho o que te dizem. Às vezes fazes de conta que não. Quando não te interessa ou queres fazer outra coisa. Continuas bebé de poucas palavras, mas só numa semana começaste a dizer mais duas ou três. Será que é desta que vais falar? A tua educadora diz que sim. Entretanto gritas muitas vezes de alegria. Quando consegues alguma coisa que queres gritas de felicidade.

E tens o sorriso mais lindo do mundo, as bochechas mais fofas, os olhos mais luminosos que conheço. E és meu. Pronto, tá bem, nosso!

2 comentários:

Cati disse...

Algumas mamãs têm esta capacidade mágica de gravar e descrever com tanto amor as conquistas dos seus filhos: tu és uma delas! Adorei ler este relato... que belo homenzinho está o João!

Que continue a crescer assim, esperto, saudável, curioso, perspicaz e amado.

Um beijo muito grande com desejos das maiores felicidades*

Pat disse...

oh...que texto tão bom!! Não admira com esse pequenote em casa!! bjinhos e parabéns!!