quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal

Feliz Natal a todos que por aqui passam e obrigada por estarem aí!

A sopa

A sopa... ora bem, a sopa merece um post personalizado.

A primeira sopa tinha batata, cenoura e um bocadinho de cebola. À primeira colher fez uma careta, à segunda uma careta pior, à terceira tentou fechar a boca e à quarta cuspiu. Não correu bem, portanto.

No segundo dia, a mesma sopa. Com muita conversa e distracção correu um bocadinho melhor, mas nem meia concha de sopa comeu.

No terceiro dia, a mesma sopa mas com uma inovação: um bocadinho de pêra na ponta da colher. As colheradas com pêra, iam relativamente bem. Mas quando de vez em quando lhe punha uma colher só de sopa na boca, a careta voltava.

No quarto dia a sopa foi diferente: batata doce, abóbora e um bocadinho de cebola. E foi um sucesso! Comeu uma concha e mais um bocadinho sem qualquer tipo de reclamação. Será que ele não é um rapaz de cenoura? Ou será que foi a batata doce?

Cá para nós (ele que não nos ouça) quer uma, quer outra eram intragáveis... sopa sem sal? Blhec!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Diversificação alimentar

A papa corre bem desde o início, seja ela qual for. Os efeitos secundários é que são outra história: tenho quase a certeza que a Cerelac lhe prende o intestino, enquanto que a Milupa não. Será?

A fruta, ai a fruta! Maçã sózinha ou misturada com pêra vai muito bem, mas quem o quer ver a lamber os lábios para aproveitar qualquer bocadinho dê-lhe pêra cozida. Docinha, docinha! Hmmmm.

E hoje vamos experimentar a sopa: batata, cenoura e cebola para começar. Acho que também não vai correr mal.

O João parece ser boa boca, vamos ver se continua assim pelo menos até aos 18 anos! :-)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Quando é que este rapaz vai parar de bolçar??


4 dias, 32 babetes. Nem mais, nem menos. Mantém uma belíssima média de 8 por dia. Quando vai acabar este castigo?

(Não o lavar as babetes, mas o vê-lo constantemente deitar leite fora. Por muito que eu ache que a ele não o incomoda minimamente, já não posso dizer o mesmo sobre mim... faz-me muita impressão. O médico diz que é normal.)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Quase constipação

O João esteve quase constipado. Nem o registei aqui porque acabei por me esquecer, mas já agora faço-o para registo futuro. O João teve o seu primeiro narizito entupido.

Acordou na passada quarta-feira muito ranhoso, a fazer imenso barulho a respirar. Muito soro, aspiração nariz (uma estreia) e lá saíram imensas secrecções com um bocadinho de sangue à mistura. Espera... sangue?? Pois, isto não estava nos planos. Liguei à minha querida conselheira S. que me disse para não me preocupar muito, que deveria ter aspirado com um bocadinho de força demais. E deu-me imensos conselhos sobre narizitos entupidos. Obrigada!

Depois fui medir a temperatura. 37,5º no rabito. Não achei muito grave, mas optei por ligar ao pediatra e falar-lhe de tudo. O veredicto foi: febre não tem, convém apenas vigiar para ver se sobe; sangue no narizito, é natural porque devia estar muito inflamado e é ainda muito frágil. Nada a preocupar e continuar apenas com o soro e aspiração.

No dia seguinte já não era nada! Assim é que deviam ser todas as doenças: doenças relâmpago.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Há coisas maravilhosas...

Desde sexta feira que o pai cá de casa estava a fazer inventário na empresa. Ora, isso significa que O João não o viu na sexta de tarde e noite, nem no sábado o dia todo. Só o iria ver no domingo de manhã.

No sábado ao jantar, ao telefone com o pai, perguntava-me: "Achas que ele sentiu a minha falta? Deu conta que não me viu?". Eu com a minha maior sinceridade disse-lhe que achava que não, que ele é ainda muito pequenino para isso. Então pediu-me para encostar o telemóvel ao João para falar com ele. E não é que qualquer coisa surpreendente aconteceu? O bebé, que estava a resmungar, abriu um sorriso maravilhoso mal ouviu a voz do pai. E cada vez que o pai falava, apesar de não responder, sorria tal e qual como quando tem o pai à frente dele. Nestas altura é que devia ter um telemóvel com videochamada! Há coisas maravilhosas, não há?

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Já dorme no quarto dele!

Na noite de domingo para segunda decidimos que o João passaria a dormir na caminha do quarto dele. Estavam as condições todas reunidas: o aquecimento do quarto já estava montado, a cabeceira da cama já estava ligeiramente elevada, e acima de tudo o pai não iria trabalhar nos 2 dias seguintes podendo partilhar com a mãe as incursões nocturnas ao quarto do pequeno.

Resultado da primeira noite: um desastre. Tivemos que nos levantar imensas vezes porque ele chorava desesperado, coisa que no nosso quarto nunca fez. Fomos ao quarto dele umas 6 vezes por-lhe a chupeta, coisa fora do comum porque no nosso quarto também não a usava para dormir. "Estranho... ele é tão pequeno ainda para perceber que está num quarto sózinho..." pensavamos nós já a ver a coisa mal parada... Mas depois fez-se luz. Frio! Ele deve ter frio! A cama é muito maior e ele com os braços levanta a roupa de cama e entra-lhe frio. Fizemos-lhe a cama com os lençóis mais chegados a cima e colocamos um "chouriço" do lado de fora dos lençóis a limitar-lhe a largura da cama (140 cm ainda é muito para ele ;-) )

Resultado da segunda noite: uma maravilha. Dormiu das 23h30 às 9h00 sem piar! Hoje, quando acordei às 8h30 confesso que fui ao quartinho dele sentir a sua respiração porque fiquei preocupada (ele costuma dormir no máximo até às 8h). Esperemos que seja sempre assim!