segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Tosse

O meu pequenino, ao fim de uma semana de infantário, está cheio de tosse e bem ranhoso. Não tem febre e não mostra sinais de estar incomodado, brinca normalmente e ri com vontade. Mas ainda assim aquela tosse parte-me o coração. Nada que eu não esperasse, mas ao fim de uma semana? Bolas!

Hoje foi particularmente mal para o infantário. Ontem não quis tomar o leitinho antes de dormir e hoje de manhã bebeu metade do habitual. Dar-lhe o Broncosolvon é impossível, ele cospe tudo. Aspirar-lhe o nariz é um suplicio, todo ele se abana a fugir do aspirador. Ontem e hoje já chorava só de ver o aspirador, o que torna a tarefa mais difícil ainda. Pobrezinho. E no meio disto tudo não sei o que fazer.

Alguma sugestão milagrosa para tornar as tarefas de lhe dar o xarope e de lhe aspirar o narizito mais fáceis? Agradeço tudo aquilo que se lembrarem!!

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Seis minutos...

...é o tempo que ele demora a comer um prato bem cheio de papa. Seis minutos. Ele praticamente não fecha a boca.
Às vezes tenho que lhe meter uma colherada vazia na boca para ele engolir os restos que ainda lá ficaram da anterior devido à pressa de ter direito a nova colherada. E ai de que demore mais de três segundos em cada colherada. Ai, ai! Choraminga logo!

A sopa demora mais um bocadinho... mas também não se pode dizer que coma mal. Só é preciso um bocadinho mais de tempo porque se vai distraindo com outras coisas.

Mas eu também como mais depressa um bolo de chocolate do que um prato de sopa, não é verdade?

sábado, 16 de janeiro de 2010

O dentinho

Passamos o dedo na gengiva superior e sente-se por lá uma coisa saliente. Muito ao de leve, é certo, mas sente-se. Será o primeiro dentinho?

(a primeira coisa que a dona da creche me disse quando o fui buscar no primeiro dia foi: "Ele está desesperadinho dos dentes, coitadinho!")

A creche

Esta semana foi a estreia do João na creche. Acho que correu muito bem. Ficou muito bem ao colo da educadora e fartou-se de rir para ela. É uma miuda novinha, cheia de energia e muito simpática. Gostei da interacção entre ambos naquele quarto de hora que estive com os dois a falar sobre ele, os seus hábitos, o que gosta, o que não gosta, o que o acalma, o que o faz chorar, etc.

Quando o fui buscar estava também bem disposto e continuava sorridente ao colo da educadora. Pareceu-me no entanto que vinha mais calmo do que o habitual, mais parado. Com o passar dos dias percebi que era apenas sono de se terque levantar muito cedo. Habituado a dormir até ao meio-dia, custou-lhe bastante ter que acordar às 8h30. Mas nada que não se resolvesse com mais um bom soninho para além do que já faz na creche. Depois já estava o mesmo espertalhão e safado de sempre.

Tenho sempre ido buscá-lo às 14h30, só vou deixá-lo até às 17h30 quando for trabalhar. Não é por ele, claro. É por mim!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Ano novo, vida nova!

Um feliz 2010 a todos!

Daqui a uns dias vou trabalhar... admito que possa não ser fácil até porque vai ser um ritmo completamente diferente. Antigamente era sempre a despachar, agora há o João para cuidar logo de manhã. Mas nada que não se faça "com uma perna às costas". É só entrar no ritmo, que depois as coisas correm naturalmente.

Ele continua bem e lindo, modéstia à parte!

O pai e a mãe estiveram os dois bem constipados e com dor de garganta, mas a ele os bicharocos não o atacaram. Vamos ver como vai ser agora na creche.

Tem o queixinho cheio de borbulhinhas de tanto se babar e também bolçar. Por mais que eu tente mantê-lo sempre com babetes limpas e secas (será que no infantário o vão fazer???) e espalhar-lhe um creme apropriado, não há nada que ajude. São litros e litros de baba que saem daquela boquinha linda.

A alimentação não tem corrido mal.
Gosta particularmente de pêra cozida mas também não diz que não à crua bem como a maçã, banana, papaia e manga. Frutinha natural come muito bem, as de boião nem por isso (acho que são bem mais azedas).
Quanto à sopa tem sido bem enganado com a batata doce. Mas a pouco e pouco tenho reduzido a quantidade para que ele se habitue ao sabor normal da sopa. A última que lhe dei foi um fracasso: pouca batata doce e alguns brócolos. Resultado: João 3 - Sopa de brócolos 0. Foi comendo uns bocadinho mas sempre muito relutante e só enganado com fruta na ponta da colher. Ups... mas a cenoura, a abóbora, a alface, a courgete foram muito bem. Agora vamos experimentar feijão verde.
À papa nunca fecha a boca, mas tem que ser dada em velocidade relâmpago. Caso contrário ele acha que já acabamos e desata num berreiro difícil de calar.
Acho apenas que ele bebe pouco leite, mas se o médico diz que 2 biberões de 180ml a 210 ml chegam perfeitamente, quem sou eu para duvidar?

A nível de desenvolvimento está óptimo. Noutro dia virou-se sozinho, mas ainda não repetiu a proeza. Quando está de barriga para cima tenta arduamente levantar-se sozinho (levantando a cabeça e o tronco na nossa direcção), mas como é óbvio ainda não consegue levantar mais que a cabeça e os ombros. Mas que se esforça, esforça! Segura muito melhor nos objectos e inclina-se para nós ou para os objectos quando lhes quer chegar.

Dorme muito bem desde as 22h até às 8h, 9h ou até 10h da manhã... mas isso vai acabar com a entrada no infantário. Pode ser que comece a dormir melhor durante o dia, já que os soninhos são pequeninos.

Tem resmas de roupas para os próximos tempos e alguma já para o ano. Isto dos saldos serem no final de Dezembro tem as suas vantagens.

Já tinha dito que é lindo??