sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo


Um ano de 2011 cheio de sorrisos e descobertas fantásticas é o que desejo para mim e para todos!
João Diogo, 17 meses e uns quantos dias

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Autonomia

Ontem comeu pela primeira vez uma banana esmagada pela mão dele. Claro que a colher foi dezenas de vezes à boca, umas mais vazias que outras, mas acabou por comer tudinho. E sem desperdícios relevantes. Muito bem João!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ainda da festa de Natal da creche

Estava sentado à minha frente um miúdo que olhava para o Pai Natal sentado no seu trono a distribuir prendas. De repente, do alto dos seus 5 anos (estimados, que ue não o conheço), sai-se com esta: "Vê-se logo que aquele não é o Pai Natal porque é uma menina e a barriga é porque está grávida!"

Ora bem... o Pai Natal da festa era muito mal enjeitadinho. Muito mal mesmo. Uma barriga que não lembra ao diabo e que estava tão mal posta que nem sei como se lembraram daquilo. Por isso alguém tem que explicar urgentemente a esta criança de 5 anos que uma grávida é muito mais bonita que aquele Pai Natal e que tem uma barriga muito mais fashion que aquela. Pode ser? A gerência e todas as ex-grávidas, grávidas actuais e futuras agradecem.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Pinheiro de Natal - parte 2

E ao fim de 26 dias de indiferença o nosso pinheiro de Natal foi vandalizado pelo mais pequeno lá de casa. Voaram umas quantas bolas e umas quantas estrelas e ele achou imensa graça. Será que está a tentar passar a mensagem de que o Natal já passou e ele quer devolta a sala toda para brincar???

[sala que está cheia de prendas às quais ele não ligou absolutamente nada...]

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal!


Parabéns papá!

O João gosta muito do pai que hoje faz anos, mas há uma parte especifica da qual ele gosta mais: o nariz. O pai não é particularmente narigudo, mas o João adora fingir que vai dar um beijinho do nariz do pai e prega-lhe uma ferradela. Como o pai faz muito barulho a reclamar ele adora e não se cansa. E o pai deixa. E ele fica feliz da vida.

(E o pai depois massaja o nariz tal é a força com que ele morde!)

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Pinheiro de Natal

O nosso pinheiro foi enfeitado no dia 1 de Dezembro. A reacção incial foi de estranheza: "Ora querem ver que plantaram esta coisa que ainda por cima é verde como a relva aqui na nossa sala??". Depois viu uns bonecos de pano pendurados que representam o presépio e lá vai ele tentar pendurar os seus peluches na árvore. Mas foi só no primeiro dia. Nos dias seguinte lá foi ele uma ou outra vez pôr a mão numa bola ou numa luz. Mas é mesmo muito raro. Quando está na cadeira da papa instalada mesmo ao pé do pinheiro lá se lembra de apontar para as luzes, mas também raramente. Existe uma relação de desprezo do o João para com pinheiro (o pinheiro também não liga muito ao João, para dizer a verdade). E tudo porque é verde, tal e qual a relva. Por isso ele prefere fazer de conta que não está lá. Já viram a nossa sorte?

Nas vésperas do Natal...

Ontem foi um dia cheio... pediatra e festa de Natal numa só tarde.

Uma vez que a febre não dava tréguas (mesmo não sendo muito alta) resolvemos levá-lo ao pediatra. O meu filho engana todos muito bem, até o pediatra. Mal lá chegamos diz o Dr. P.: "Isso não é nada! Vê-se logo na cara dele que isso é alguma coisa vírica e que passa em três dias... já passaram 3 dias?". Mas mal o auscultou começou a dizer: "João tu estás uma desgraça! O que andaste a fazer? Isto está bem pior do que eu pensava!". Claro que engana todos... ele corria e metia-se com todos na sala de espera. Tem ar de tudo menos de doente! Agora começou a saga dos medicamentos: antibiótico, expectorante, Celestone, nebulizações com Pulmicort, Ben-u-ron caso persista a febre (mas desde ontem à tarde que já não tem). E se há coisa que ele não toma são os xaropes... mais de metade ele deita fora. E custa-me tanto dar-lhe o da meia-noite: ele chora desalmadamente e tem ataques de tosse incontrolaveis por acordar aquela hora :(

Depois de sair do pediatra já eram quase 4 horas da tarde e ele ainda não tinha dormido. Deixei-o dormir uma hora e levei-o ao sitio onde iria ser a Festa de Natal. Tinha decidido que não ia, mas a educadora teve a gentileza de me ligar dizendo que era uma pena o João não participar, não ficar com esta recordação (só se for em foto, porque lembrar-se? Não me parece!), etc, etc. Como ela insistiu tanto e foi tão amorosa lá o levei. Mas como só tinha dormido uma hora estava muito mole e rabugento. Esteve o tempo ao colo da sua adorada auxiliar. À parte disso, a festa estava gira. Eles foram vestidos de rato Mickey e as meninas de Minnie e estavam impecaveis. Lá estavam eles no palco ao som da música mas sem grande noção do motivo por qual estavam lá. Eles e todos com menos de três anos... Acho que estas coisas são mais para os pais que para os miúdos, mas enfim.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Preocupações de mãe 2

Deverei preocupar-me ou não por o João não ligar nenhum a todos os presentes que já recebeu este Natal? Dão-lhe o embrulho para a mão e ele pousa-o ou devolve. Acho que ainda não se apercebeu que ali dentro está mais um brinquedo ou livro. Quando eu abro aí sim, brinca com o que sai do embrulho. Só assim se explica que os presentes dele que estão (por falta de espaço) debaixo da árvore de Natal estejam intactos.

[Pergunta de rétorica! Não devia era ter comprado presentes... afinal ele não lhes liga nenhuma! Quer-me parecer que estes presentes de antal se vão converter em um presente novo todos os meses...]

17 meses

Parabéns por mais um mês meu amor grande!

Acho que a partir de agora vou deixar de contar os teus meses. Para o mês que vem tens ano e meio e acho que vai ser isso que vais ter até fazeres dois (Xiiii! Dois??). É que me baralho e tenho que fazer muitas contas quando me perguntam quantos meses tens... Ano e meio é mais fácil.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Brincadeira da semana

Correr atrás dele (ou fingir que corremos) e dizer que o vamos apanhar. Foge de nós e ri-se que nem um perdido. Encosta-se num canto qualquer à espera que o apanhemos com aquele sorriso lindo que só apetece morder. E quanto mais tempo demorarmos a lá chegar mais gira é a brincadeira. Uns tontos, é o que nós somos.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Preocupações de mãe

Deverei ou não ficar preocupada quando às vezes ralho com ele, ele finge que não ouve durante o ralhete e no fim vem dar-me um beijo?

Eu bem digo que não me amolece: "Não João, não penses que enganas a mãe. A mãe está zangada na mesma!", mas a verdade é que tem uma piada!

Prendas de Natal

Quem me conhece sabe que eu não compro prendas por comprar. Gosto de adequar o que compro a quem vou oferecer, penso no que vou comprar com calma e fico danada quando não encontro uma coisa que idealizei para oferecer.

E por isso mesmo fiquei muito feliz quando este domingo o meu pequeno grande amigo P veio ter comigo e me disse: "M gostei muito da minha prenda. E tu T, gostaste da tua?". "Gostei!" responde o irmão. Encheram-me o coração! Feliz Natal meus queridos!


(Coração que estava partido por uma tosse irritante do João que não lhe dava tréguas um segundo, que o fazia vomitar tudo o que comia e que lhe deu alguma febre... felizmente hoje já está melhor e a libertar a expectoração toda)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Ritual diário

Quando tiro o João do carro para ir para casa ele pede-me insistentemente o porta chaves com as chaves de casa. Eu dou-lho para as mãos. Mal chegamos à porta do prédio ele dá-mo para eu a abrir. Depois de subirmos meia dúzia de escadas chega ao hall dos elevadores, pede para ir para o chão e pega novamente no porta-chaves. Verifica se as luzes de emergência ainda estão no sítio e entra no elevador. Acha piada ao chão diferente e bate com os pés no chão devagarinho (agora nós também o fazemos por piada e ele adora). Sai do elevador no nosso andar e dirige-se para a porta com a chave certa na mão. Tenta metê-la na fechadura e eu ajudo-o a abrir a porta. E lá entramos com o nosso bebé já tão crescido. É assim todos os dias e se nos esquecemos de alguma coisa lá está ele para nos lembrar.

Mas noutro dia sua excelência olhou para nós como quem diz "Foi muito bom, mas agora se me dão licença vou para casa e vocês podem ir à vossa vida." Vai daí que fecha (tenta) a porta com uma mãozita e a chave pendurada na outra. O pai assustou-se por a mãe deixar, mas a mãe já tinha um pé a postos para impedir: era só para ver até onde ele ia :-)

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Gostos não se discutem... ou às vezes sim!

Desde que lhe dei um bocadinho de fiambre - já nem sei quando nem porquê - que o elegeu como seu alimento preferido. O queijo passou para segundo lugar mas continua muito bem classificado. Esta manhã largou imediatamente o pedaço de queijo que comia mal viu o fiambre.

Também gosta muito destas bolachas:
Não pode ver o pacote em casa do avô ou a caixa onde as guardo em nossa casa: pede logo ou, se lhes chegar, traz-nos a caixa para lhe darmos uma.

A sopa? Também vai. Às vezes com uns desenhos animados a acompanhar outras nem disso precisa. A fruta marcha sempre e rapidinho, assim como a papa, os iogurtes e o pão. O leite só de manhã, à noite é muito raro conseguir que beba (já nem lhe dou, só quando jantou mal ou há algum tempo).
Comida mesmo... tem dias. Mas de um modo geral come bem arroz e massa (lá por casa não comemos muitas batatas...), ervilhas e alguma carne ou peixe. Estes últimos com mais dificuldade: às vezes parece que se enrola na boca e acaba por deitar fora.
Giro, giro foi vê-lo tentar comer um bocado de alface. Estranhou muito a textura, deu-lhe muitas voltas, colava-se à boca e às mãos. Tentou uma e outra e outra vez. Mas acabou por não comer.
Como diz o pediatra, a seu tempo comerá tudo e mais alguma coisa.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Do fim de semana: desfile de Pais Natal





(Xiiii! Tanto Pai Natal! Até havia cães Natal, cavalos Natal, motas Natal, etc.)


Do fim de semana: patos no Parque da Cidade!


sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Da creche

"Mãe, o João porta-se muito bem e é muito querido com os colegas, em especial com as meninas. Mas é teimoooooso! A quem é que ele sai?"

Só pode ser ao pai, que a mãe é um amor de pessoa (e talvez um bocadinho teimosa- mas quase nada - e de uma teimosia boa, claro está).

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O senhor engenheiro

Ainda não vos contei sobre a fixação que o João tem sobre equipamentos de segurança. Em primeiro lugar, ele próprio é um equipamento de segurança. É bastante cauteloso para uma criança ainda tão pequena. Agarra-se quando acha que vai cair, pede ajuda para descer um degrau, etc. Às vezes, claro. Outras vai a andar e a olhar para trás e lá vai ele contra a porta ou a parede.
Mas voltando aos equipamentos de segurança, ele adora de paixão sinais que indiquem saídas de emergência, extintores, carretéis de mangueiras de incêndio, portas de segurança, tudo.
Noutro dia fomos à Swatch e a única coisa que o cativou foi o extintor e a respectiva sinalização. Na Swatch senhores, uma loja onde só há coisas coloridas e atractivas!
No fim de semana pasado fomos à oficina onde o pai trabalha e no meio de um espaço enorme com imensos carros bem giros e fora do vulgar de que é que o rapaz gostou? Do carretel da mangueira de incêncio... e não saía de perto.
Quando entra no nosso prédio, a primeira coisa que faz é olhar e apontar para os sinais de saída de emergência, um de cada lado dos elevadores. Todas as vezes que entra!
E podia continuar por aqui fora... gosta especialmente de toda a sinalização do El Corte Inglés, mas também dos shoppings em geral.
Na Swatch as meninas (simpatiquissimas por sinal) já o tratavam por "Senhor engenheiro, veio fazer a inspecção de segurança?".

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Leopoldina

Depois de ter lido que a minha amiga tinha comprado, resolvi comprar o CD da Leopoldina. Uma verdadeira surpresa. A maior parte das músicas são muito giras e até viciantes. O CD roda em contínuo no rádio do meu carro sempre que o João está (e às vezes quando não está, mas isso não é para dizer alto).

O João gosta particularmente da nova versão da "A Machadinha". Giro, giro, é vê-lo abanar-se (desculpem, dançar!) ao som desta música. É uma das nossas preferidas!

Para quem tiver curiosidade as músicas e os respectivos intérpretes são estas:

1 A Saia Da Carolina (Ana Moura)
2 Foi Na Loja Do Mestre André (The Legendary Tigerman)
3 Eu Perdi O Dó Da Minha Viola (Xutoe & Pontapés)
4 Vitinho (David Fonseca)
5 A Machadinha (Expensive Soul)
6 Fungágá Da Bicharada (Deolinda)
7 O Carro Do Meu Chefe (Tiago Bettencourt)
8 Rita (Rita Redshoes)
9 Era Uma Vez Um Cavalo (Pedro Abrunhosa)
10 Fui De Visita À Minha Tia A Marrocos (Gomo)
11 Tom Sawyer (Anaquim)
12 O Mundo Encantado Dos Brinquedos (Leopoldina)

O meu super-homem

Depois disto, ontem achava que era o super homem e queria pegar num garrafão de água cheio. Por abrir. E insistiu. E voltou a insitir. E não o largava. E ficou danado com o garrafão porque ele não se mexia. Mas ele só queria água... porquê garrafão? Porque é que és tão pesado? :)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Estamos melhores, obrigada.

Depois de um fim de semana de (quase) clausura estamos melhores. O João está agora com alguma tosse, mas nada que uns fuminhos não resolvam. Espero eu, que sou uma rapariga optimista.

De resto... Itálicomuitas compras por fazer, pouco tempo para as fazer. Shoppings muito cheios e pouca paciência para lá andar nesta época. A chuva estraga a magia da baixa do Porto e das compras no comércio tradicional sob luzinhas coloridas e cheiro a castanhas assadas. Uma chatice, é o que é!

O Pai Natal é a Patrícia

E porque não vamos todos ajudá-la a fazer felizes algumas crianças que realmente precisam? Espreitem aqui e, caso possam, ajudem!

sábado, 4 de dezembro de 2010

E hoje...

... o pai e a mãe arrastam-se por casa com mal estar e vómitos. E o João? Esse só quer paródia! Ai!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Ontem...

... às 3 da tarde o Avô já dizia: "Vou levar-te à creche! Tu não páras! Tens a certeza que estás doente? É que não parece nada!". E lá estiveram tarde fora na brincadeira. Sem vomitados e afins e com muitos risos e gritos de alegria. Comer é que quase nada, só bolachas. Nem o pão que adora! Hoje já foi para a creche. Antes de sair pediu pão e comeu uma bela papa de arroz. Está sem dúvida melhor!
Bom fim de semana!!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

E chegou a gastro...

Ora bem, querem que eu comece por onde?
Pelo facto de ontem ter que o despir dos pés à cabeça em casa de uns tios da parte do pai (a mais de 120km de casa) porque fez um cocó medonho que sujou TUDO?
Ou pelo facto dele ao final da tarde vomitar o almoço e o lanche na cadeira do carro e que o vomitado se espalhou para sítios da cadeira (e possivelmente do carro) que eu nem sabia existirem?
Ou por ele ter que fazer uma viagem de uma hora apenas de camisola, kispo, fralda, meias, sapatos e o casaco do pai enrolado nas pernas já que todas as calças, bodys e colants suplentes já estavam sujos?
Ou por continuar com vómitos noite dentro, dormir mal, estar a ficar com tosse e agora estar em casa do avô no primeiro dia de férias da empregada lá de casa do avô (esta foi na mouche!)?
Vale-nos que para já não tem febre e consegue ainda assim ter momentos de muito boa disposição. Pena não querer comer nada, mas como diz o pediatra "Se não comer dois dias não morre, não insista". Siga, que amanhã já é outro dia!