quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Férias dia 4
































Férias dia 3

Visita ao médico já que a tosse era mais que muita e a febre, embora muito baixinha, estava lá. Antibiótico em xarope: mais uma vez um suplicio para ele e para nós. Odeia tomar qualquer xarope. :(

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Férias dia 2

E foi-se a febre, ficou a tosse. Muita tosse. :(

Férias dia 1

Entre 39º e 39,5º de febre... começa bem.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Clube dos Amigos Disney

E agora vamos ali três semanas de férias e já voltamos!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

E pronto, é isto.

Eu deixo-o na creche, entregue aos cuidados das educadoras, certa que fica em boas mãos, que nada vai acontecer e que a sua infância e inocência está protegida. E depois é isto: é atacado (aos beijos) por uma coleguinha. Humpf!

(Chegaram as fotos da creche! Esta, segundo consta, é a namorada do João. Entram de mão dada quando chegam ao mesmo tempo, passam a vida aos beijos e abraços. Se bem que ele não está muito animado... será que é coagido a ser namorado dela? Eheheheh!)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Fralda-cueca

Desde sempre ouvi dizer muito mal das fraldas-cueca. E confesso que até concordei com o que diziam: os miudos não têm a noção se fizerem xixi na fralda-cueca e acham que está tudo bem. Mas resolvi experimentar com receio de xixis no banco do carro ou em casa do Avô (seria mais uma trabalheira para ele!)... e tem resultado tão bem!

É certo que o João já teve o treino de cuecas na creche. Por lá já passou pelo processo de ver o xixi pelas pernas abaixo. Em casa também já aconteceu, três ou quatro vezes. Talvez por isso agora tem corrido tão bem para ambas as partes: o João porta-se exemplarmente e nunca faz xixi na fralda-cueca; a mãe não tem receio que ele o faça na hora e sitío errado já que está protegido. Quando estivermos de férias vamos arriscar as cuecas a sério.

Obviamente não lhe chamamos fralda-cueca mas sim cuecas para ele não pensar que pode fazer xixi como antigamente. E a cabeça é que comanda tudo!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Peckey e companhia

O "Peckey" é a última perdição. Tem um gigante que o Avô lhe deu no primeiro aniversário e serve para tudo: dá de comer ao Peckey, faz cucu com o "Peckey", enfim, para tudo. Ver os desenhos animados na televisão? Nããããooo!

O Noddy e o Ruca também estão bem cotados e são reconhecidos mesmo ao longe. Quando passamos na Avenida AEP pelas instalações da Majora grita sempre pelo nome de um deles. A primeira vez pensamos que estava tolinho a chamar pelo Noddy, mas não: ele tem olho atento e vê mesmo aquilo que nós não vemos. Lá está um cartaz enorme atrás das árvores com diversas imagens entre as quais o Noddy e o Ruca. Ver os desenhos animados na televisão? Nããããooo!



Os Firehouse Tales estrearam neste fim de semana em dvd, para diversificar o leque de séries que vê aproveitando a paixão pelos bombeiros. Lá foi vendo alguma coisa mas muito pouco. Gostou mais o pai que o filho. :)


Acha alguma piada ao Mio Mao, mas (acho eu) mais pelo facto dos bonecos miarem do principio ao fim do episódio. E ele acha piada. Não vê um episódio seguido, desiste a meio.
 
 
Continua a não haver nada que chegue aos pés do Pocoyo. Esse sim, até a dormir deve ser alvo dos sonhos dele. Acorda a pedir o Pocoyo, chega a casa a pedir o Pocoyo, etc. Lentamente vamos recusando para que não se torne um vicio (não será já?). Convidamo-lo a ver um livro com o Pocoyo como pano de fundo e quando ele menos espera já foi o Pocoyo à sua vidinha e já estamos de volta de outros livros. Mas que é a sua paixão, lá isso é!
 

sábado, 6 de agosto de 2011

Olha!

Chegou o Verão!

(Sentem a ironia nas minhas palavras, não sentem?)

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Quartel dos bombeiros

Ontem o Avô resolveu levar o João ao Quartel dos Bombeiros. Já que ele tem uma paixão por carros dos Bombeiros, porque não levá-lo a ver os carros a sério?

Sem saber qual a recepção a esta ideia por parte dos Bombeiros foi surpreendido por uma simpática "nina" chamada "Oana" (Joana) e um "sinhô oão" (senhor João). Levaram-nos a ver todos os carros e ainda fizeram a delicadeza de ligar as luzes todas de um carro magirus que fizeram brilhar os seus olhos (imagino!!).

Bela ideia Avô!

Hoje de manhã ao entrar no carro...

... perguntou-me pela Vera e pela Vânia, a educadora e a auxiliar da creche. Lá tentei explicar como pude que estavam de férias, depois nós iamos de férias e depois já as via outra vez. Não sei se percebeu, mas eu percebi que ele estava com saudades. E se me corta o coração ver que ele sente falta delas, o mesmo coração transborda de felicidade por ter (ainda mais) a certeza que ele está muito bem entregue durante quase 11 meses do ano.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

E ontem...

... adormeceu ao colo da tia à hora de almoço
... dormiu uma sesta na cama do Avô das 13h30 e as 17h30.
... e mesmo assim a fralda cueca que lhe vesti de manhã estava sequinha quando lha tirei antes do banho às 20h.

Boa, João!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Das férias da creche em casa do Avô

11h da manhã: pega na mão do avô, guia-o até ao quarto dele (do avô), pede-lhe para se deitar na cama e adormece. Simples, simples. Sem grandes horários e sem grandes rotinas. Férias são férias.

E dorme descansado até às 13h20, acorda, come um enorme prato de sopa cheio de vontade, outro de peixe assado com batatas e ainda meia banana. E brinca a tarde toda. É assim e mais nada!

(Pena que a meteorologia não ajude!)

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Consulta no ortopedista

Ontem fomos finalmente ao ortopedista. Tal como nos tinha dito a Cláudia foi muito simpático e muito cuidadoso. Preocupou-se em cativar a simpatia do João e conseguiu. Dessa forma o João deixou que visse os pés, joelhos, costas, etc. Estava tudo bem, como seria de esperar. Andar em bicos de pés é uma preferência de algumas crianças e por volta dos três anos deixará de o fazer.
No final o João despediu-se dele com um passou-bem e ainda o surpreendeu (e a nós) com festinhas na cara do ortopedista. Conquistou-o ou não? :)

(Em compensação as senhoras da secretaria... bahhhh!)

No sábado em Serralves

(Re)descobrimos...
As vacas enormes (medo!), o cavalo, os coelhos, os perús e os patos.
As pinhas e as bolotas. As do chão e as das árvores.
O chão cor de rosa onde é giro arrastar os pés.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Tem febre?

Desde a última vez que esteve com febre (que já nem me lembro quando foi!!!), o João tem uma brincadeira que me esqueci de registar: vê a febre a toda a gente. Pega naquela mãozita rechonchuda, encosta na nossa cabeça e diz que não (não temos febre). Depois faz na cabeça de quem estiver ao lado, e na outra e na outra até esgotar as pessoas da sala. E por fim vê a febre na cabecita dele. Delicioso!

Ainda do desfralde

Porque sim:

*O João acorda de manhã com a fralda seca. Não sempre, mas mais de 50% das vezes.Principalmente se não beber leite à noite... já não bebe há muito tempo por iniciativa dele, a não ser em dias excepcionais.

*Segundo a educadora acorda da sesta depois de almoço quase sempre com a fralda seca e as distrações durante o dia são muito, muito, muito raras.

*Ontem andou o dia todo de fralda mas nenhuma foi molhada: xixis e cocós foram sempre na sanita. Desde que acordou com a fralda seca até à hora de dormir. Hoje acordou com a fralda seca outra vez.

*Noutro dia estava de fralda e ficou muito aflito a pôr as mãos na fralda. Nitidamente estava a fazer xixi e achou que ia fazer no chão. Quando se descuida e faz no chão também mostra preocupação... inicialmente! Depois começa com a risota. Não o incentivo, mas também não faço um drama.

Porque não:

*Sábado fez dois xixis pelas pernas abaixo... no meu tapete da sala! Na semana passada também fez um depois de jantar, no mesmo sítio. A solução será tirar o tapete? :-)

*Raramente pede para ir ao pote. Quando o convidamos a ir ao pote aceita bem, vai pelo próprio pé e faz sempre alguma coisa (e é uma grande festa), mas é raro ter iniciativa. A educadora diz que é assim mesmo, mas... deixa-me na dúvida se estará realmente preparado. Se ele não tem noção de que deve ir ao pote ou não tem tempo para pedir... como vai conseguir? Esta é que me deixa mesmo na dúvida!

Quando alguém espirra...

... o normal é ninguém dizer nada ou alguém dizer saúde, santinho ou algo do género. O meu filho grita Tio!  Nota-se que o tio espirra muito?