segunda-feira, 31 de maio de 2010

Consultório pediátrico

Nos últimos dias este blog parece-se mais com um consultório pediátrico do que com um babyblog... aqui vai mais uma:

Nos últimos tempos (15 dias?) o João tem tido umas borbulhinhas muuuuiiiito pequeninas na zona do pescoço por baixo das orelhas e na cara (testa, bochechas mais para os lados das orelhitas, etc). São daquelas borbulhas que se sentem bem ao passar a mão mas que só se veêm bem de perto. Alguém faz ideia do que será isso?

Hoje a educadora falou-me em calor... mas na cara? Não me convenceu muito. Ele já ficou bem "borbulhento" do calor e as borbulhas não eram assim. E eram maioritariamente no corpo, onde andava mais aquecido. E não passam com nada.

Quando fui ao pediatra falei-lhe nisso e disse-me que devia ser uma alergia que passava... mas ele não conseguiu distinguir essas borbulhas das borbulhas da varicela (que ainda eram muitas nessa altura!). Estou ansiosa por lá voltar para ele ver. Alguém tem uma sugestão do que possa ser?

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Eu quero o meu bebé de volta!

Desde sábado que as noites têm sido mais complicadas do que o habitual. Inicialmente atribuí ao Atarax e a uma possivel reação inversa ao habitual sono que dá, mas o pior é que já não lhe damos Atarax desde 3ª feira e ele continua a ter problemas para adormecer.

Anteontem até adormeceu mais ou menos bem, mas acordou às 2 da manhã e não conseguia voltar a dormir. Rebolava na cama, sentava-se, acabava por choramingar. Tentamos festinhas na cabeça, biberão de leite e adormecer ao colo. Nada. Dormia uns minutos e quando lá iamos ver já estava sentado na cama a resmungar ou a brincar. Acabamos por trazê-lo para a nossa cama e foi onde dormiu. ELE, porque os pais não dormiram nada com medo de o esmagar. E dormiu sempre muito agitado. Já vimos que não é solução.

Ontem foi um filme para adormecer. Sentava-se, brincava, choramingava. Até que a mãe teve a feliz ideia de o deixar chorar um bocadinho para ele não se habituar a que ao primeiro choro lá vamos e porque era aquele chorinho falso (quase uns gritinhos em vez de choro). Irritou-se, começou a chorar a sério e veio o leite fora. Lá tivemos que mudar a cama e acabou por adormecer na nossa cama agarradinho a mim... ou melhor, agarradinho por mim para que não se sentasse e continuasse a brincadeira. depois lá o deitamos na cama dele e dormiu até às 7h30.

No fundo até não foi péssimo, mas onde está aquele bebé que dormia tão bem e adormecia melhor ainda?

quarta-feira, 26 de maio de 2010

O primeiro dente

O primerio dente ja arranha! Ontem ao por o dedo na boca dele sentia-se perfeitamente. Finalmente um dentinho!!!

Consulta

- 75,5 cm de altura
- 9340 gr de peso
- 45,8 cm de juizo

Um miudo muito giro, com algumas pintas mas nada de especial, muito mexido (e por isso nao engordou muito), com carta branca para muita praia, muitos passeios, enfim... muito verao! Fartou-se de choramingar porque queria ir para o colo do pediatra todo o tempo... e nao dava! Ele tinha que o auscultar, medir, etc, etc. Continuo a dizer: o meu filho e um oferecido!

(e eu nao tenho acentos no meu teclado... espero que percebam!)

terça-feira, 25 de maio de 2010

"Eu tenho



- pintas dentro das orelhas

- pintas atrás das orelhas

- pintas debaixo do meu farto cabelo

- pintas nos cantinhos interiores dos olhos

- pintas na zona das pestanas

- pintas nas sobrancelhas

- pintas em todo o lado...

E a mãe queixa-se que não me consegue por um produto cor de rosa (que deve ser muito bom para comer, mas ela não deixa) porque não chega as borbulhas todas e porque eu não paro quieto. viram como e injusto? Eu dou 32 voltas de cada vez que me sentam no fraldario. Podiam ser 100 ou mais... Logo vamos ao Doutor e lhe vou fazer queixa."

João Diogo, 10 meses

segunda-feira, 24 de maio de 2010

O nosso bebé com muita pinta


Ainda das pintas

O nosso pintarolas lá ficou em casa do Avô. Muito bem disposto, não mostra o mais pequeno incómodo com a varicela. O calor e um dentinho a romper é que o incomodaram mais durante o fim de semana. A ponto de, pela primeira vez em 10 meses, o adormecer ao colo à noite (pelo menos que me lembre).

No sábado só queria brincadeira. Como já passava muito da hora de dormir e eu não o via com vontadinha nenhuma de dormir, acabei por pegar nele e adormecê-lo muito rapidamente. Dormiu umas duas horas mas depois começou a ficar muito agitado. Contorcia-se, gemia, sempre de olhos fechados. Peguei nele e voltei a adormecê-lo em condições. E dormiu seguido até às 11h da manhã.

No domingo esteve mais de uma hora sózinho na cama dele a tentar adormecer. Cada vez que lá iamos estava sentado (quem disse que é muito giro eles aprenderem a sentar??) a tentar chegar a tudo. Dormir nada. O pai ainda o touxe para a nossa cama, situação inédita, mas ele só queria brincadeira. Lá o levei de volta para o quarto dele para o adormecer ao colo (já era meia noite e hoje ele tinha que acordar cedo!). Dormiu bem até às 8h da manhã, hora a que fui dar com ele... adivinhem? Sentado a tentar chegar a tudo o que rodeia o berço.

Agora liguei ao Avô e ele esteve toda a manhã acordado na brincadeira na cama do Avô ou na nova piscina/parque que montamos na sala do Avô (e que ocupa a sala de estar quase toda, mas isso agora não interessa nada). Dormir? Pois sim! Só eu é que dava tudo por umas duas horinhas de sono... e tenho que trabalhar.

Será que o Atarax lhe dá energia em vez de lhe dar sono??? Não costumam ficar sonolentos?

sábado, 22 de maio de 2010

E de manhã

com exactamente dez meses de idade, o João era um rapaz com muita pinta!

Parabéns meu lindo!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Varicela confirmada

Algumas pintas, não muitas para o que eu tenho visto por aí. Vamos ver como acorda amanhã. Atarax, Zovirax, Betadine e nada mais a fazer. Dar muito mimo a um bebé que está especialmente mimalho e choroso.
Andei a pedir calor e agora só queria que se fosse embora... é que calor somado à comichão das borbulhas não é fácil para o meu pequenino. O que vale é que para a semana já não é nada e que nunca mais vai ter varicela!

Noite agitada

Esta noite por volta da 1h da manhã levantei-me, fui ao escritório buscar 4 almofadas do sofá, trouxe-as para junto da minha cama e pu-las no chão para evitar que o João se magoasse se caísse da cama abaixo.

Só há um pequenissímo pormenor... o João estava a dormir na cama dele e não na minha! A noite toda e há quase 10 meses.
(Nunca dormiu connosco, com excepção de algumas horas em duas noite.)

Isto de ser mãe tem muito que se lhe diga. O cérebro de mãe está sempre a trabalhar e a preocupar-se com tudo... mesmo quando está a dormir.

Esqueci-me de registar

No passado Domingo apareceu a primeira nódoa negra numa canela.

E eu nem sei muito bem como, só vi quando lhe estava a trocar a fralda.

Nada de grave portanto.

terça-feira, 18 de maio de 2010

domingo, 16 de maio de 2010

Choradeira

Ontem fomos jantar com o meu irmão, a namorada. Logo no início da refeição um empregado muito simpático trazia uma cerveja na mão e dirigindo-se ao João disse em tom de brincadeira "Uma cerveja para este senhor... ah! Não! Afinal não é para ele." O João abriu um berreiro como eu nunca tinha visto e só sossegou no colo do pai.

Sentamo-lo novamente na cadeira e o empregado (o mesmo) veio trazer qualquer coisa e dirige-se a ele dizendo que ele não tinha razão para chorar porque ele também tinha uma bebé em casa. Tira o telemóvel do bolso e mostra-lhe a foto da bebé. Ele, mal o empregado chega à beira dele, desata num pranto nunca visto. Nem o telemóvel (que ele adora) o distraiu para não chorar. Colo e sossegou.

O senhor veio então arrumar a mesa atrás da nossa. Ele apercebeu-se e não tirou os olhos do empregado com um beicinho lindo. O senhor ia dizendo na brincadeira que nem se virava para ele porque estava traumatizado. Mal se cruzaram os olhos de ambos o João desata num berreiro quase impossível de sossegar .

Eu e o pai riamos porque pela primeira vez ele estranhava alguém e era tão giro vê-lo a olhar de lado para o senhor a fazer beicinho. O tio e a tia só diziam que nunca o tinham visto assim e que ele era muito dado e nunca fazia birra ou estranhava ninguém(o que deixou o senhor mais traumatizado). A tia arriscava que ele devia ter tido um pesadelo com alguém parecido com o senhor. Será? Eu acho que foi o sono... mas porquê só com aqule empregado? Foi mesmo a primeira vez que ele estranhou alguém... e o senhor era tão simpático!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Hoje, pela primeira vez...

...o João conseguiu pegar num bocadinho pequenino de bolacha entre o indicador e o polegar e e meter muito direitinho na boca. Mais um passo para a sua autonomia (ai!!).

(até agora ou não conseguia agarrar coisas muito pequeninas ou pegava com a mão toda e depois não conseguia meter na boca)

terça-feira, 11 de maio de 2010

Post muit, muito, muito gabarolas

Ontem a educadora que esteve a substituir a V. enquanto tirou uns dias de férias disse-me: "Ele é muito bonzinho. Muito calmo e meigo. Muito fácil de lidar, de o encantar e de ficar encantada por ele."

Também ontem, num jantar de amigos, passou a noite atirar-se para o colo de todos, a espalhar sorrisos e a dar beijinhos a quem pedisse (e se não pedisse também!).

Digam lá se eu não tenho razões para me afogar em baba?

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A minha primeira (quase) vergonha

Sábado fomos a uma oficina e prontamente o João foi para o colo da dona enquanto o pai esperava pelo marido da senhora para acertar os pormenores.

Depois de muita brincadeira de volta dos cães da senhora ele resolve puxar-lhe o cabelo como faz tantas vezes para se conseguir aproximar da cara das pesoas. Mas desta vez a senhora só tem tempo de levar a mão ao cocuruto da cabeça para segurar o "cabelo". Estranhei, olhei com mais atenção e vi que era uma peruca! Fiquei verde de medo que ele conseguisse arrancar a peruca com o seu... digamos... enérgico puxar de cabelo.

Apesar da minha insistência para o trazer de volta para o meu colo a senhora controlou bem a situação e insistia que não fazia mal mesmo ele tentanto mais vezes. Nem quero imaginar onde me meteria...

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Ah não!

Agora que eu pensava que a varicela tinha passado ao lado, a educadora dele diz-me que mais recentemente houve dois bebés com varicela no berçário e que as pintinhas que ele tem na cabeça é bem provavel que seja varicela?!?! Ai a minha vida!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Post menos adequado à hora de almoço....

Hoje de manhã foi a luta de sempre para aspirar o nariz. Muito soro, água do mar, Narinhel, toalhitas. Tudo o que se possa imaginar para poder fazer um trabalho em condições. Quando finalmente acabamos e ficou bem limpinho o João espirra. Duas vezes. Bem, só vos digo que saiu tanta porcaria disparada daquele nariz que foi para a boca, queixo, camisola, tudo! E achavamos nós que já estava limpinho só porque não se aspirava mais nada...

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Outra vez...

... constipado!

Soro e aspirar, com muito choro à mistura. Nada de febre (para já).

(PS: e eu acho que ele se constipou em pleno NorteShopping no corredor que vai para o Continente. É sempre uma ventania nesse sítio... mas quem é que leva casaco para dentro do shopping? Mais uma para aprender!)

terça-feira, 4 de maio de 2010

Primeiras vezes - sono

A primeira vez que dormiu de lado foi na noite de sábado para domingo. Quando lá fui espreitar nem sabia muito bem onde é que estava a cabeça dele. Estava virado de lado com as mãozinhas juntas a dormir profundamente. Tão lindo. Tão sereno. Tão crescido.

Ontem quando o deitei já a dormir virou-se imediatamente para o mesmo lado e continuou no seu sono. Acho que temos nova posição preferida para dormir.

Mas isto de dormir de lado é também porque se mexe muito mais e vai varando de posição. O mal é apenas um: agora ninguém o pára na cama.

Na noite anterior estava farto de "falar" na cama e estava a custar sossegar para adormecer. A pouco e pouco fez-se silêncio. Fui lá vê-lo para o tapar e só via uma mão. "Onde é que ele está, aqui não, aqui também não...". Estava lá para baixo dos lençóis... e quando o destapei estava acordado e deu um sorriso tipico do "cucu, onde está?".

Outra vez começou a chorar por volta da 1h da manhã porque já tinha dado tantas voltas na cama que se tinha enrolado no lençol e não conseguia rodar mais. Desenvencilhei aquilo tudo, deitei-o no sítio certo e nem abriu o olho... dormiu de seguida.

Ainda outra vez acordou com as costas encostadas à cabeceira da cama. Destapado, claro está.

domingo, 2 de maio de 2010