domingo, 6 de dezembro de 2009

Há coisas maravilhosas...

Desde sexta feira que o pai cá de casa estava a fazer inventário na empresa. Ora, isso significa que O João não o viu na sexta de tarde e noite, nem no sábado o dia todo. Só o iria ver no domingo de manhã.

No sábado ao jantar, ao telefone com o pai, perguntava-me: "Achas que ele sentiu a minha falta? Deu conta que não me viu?". Eu com a minha maior sinceridade disse-lhe que achava que não, que ele é ainda muito pequenino para isso. Então pediu-me para encostar o telemóvel ao João para falar com ele. E não é que qualquer coisa surpreendente aconteceu? O bebé, que estava a resmungar, abriu um sorriso maravilhoso mal ouviu a voz do pai. E cada vez que o pai falava, apesar de não responder, sorria tal e qual como quando tem o pai à frente dele. Nestas altura é que devia ter um telemóvel com videochamada! Há coisas maravilhosas, não há?

3 comentários:

A mãe que capotou disse...

Pois é verdade que às vezes so porque eles não falam, subestimamos aquilo que percebem e sentem.

Eu subestimei o trabalho que eles davam ... como poderas ver se passares "la por casa" http://apanhadanacurva.blogspot.com

Patricia disse...

E é verdade! Sabe tão bem...
Bjcas

Mamã Pirata disse...

Pai é pai...o sangue puxa:))

Bjs e bom feriado.