quarta-feira, 6 de julho de 2011

Pequenas coisas da linguagem

O João tardou a falar, mas agora recupera a cada dia o tempo perdido.

Um exemplo: a semana passada não dizia Dorminhoca (a do Pocoyo). Era a única que ele ainda não tinha aprendido. No fim de semana esforçou-se e dizia qualquer coisa que eu nem sei escrever mas que soava a "ota" e que nós percebiamos que era a Dorminhoca. Ontem dizia já "minhoca". E provavelmente dentro de dias já dirá ainda melhor.

Nunca vou deixar de me espantar (acho eu!) com esta capacidade que eles têm absorver tudo o que veêm ou ouvem: são verdadeiras esponjas.

(E o Pocoyo continua em grande lá por casa... chego a pensar que está viciado!)

1 comentário:

Pinguina disse...

Eu também me surpreendo todos os dias com a linguagem (e não só) dela. Eles realmente sáo demais!