sexta-feira, 15 de julho de 2011

Avião, avião

Na semana passada levamos o João a um concerto de música clássica pela Orquestra do Norte num jardim perto de casa, ao ar livre. Inicialmente fiquei renitente em levar o João, mas como o babysitter de serviço (o avô) também ia e era às 21h (cedo, portanto) resolvemos levá-lo. Liguei para a organização do concerto a perguntar se estava aberto a crianças. Disseram-me que sim, que eram muito benvindas mesmo as mais pequeninas.

Correu muito bem. O João adora música e está habituado a ouvir música muito variada desde pequeno. Fartou-se de dançar (música clássica!) e de dar aos braços como o maestro, até que... passa um avião já bem baixinho. Começa ele: "Abião! Abião! Mamã, abião! Papá, abião! Bobô, abião." Nós só faziamos "Shhhh! Não é João! Não fala alto, João." E ele cada vez mais dizia "Abião!" já muito irritado por nós não vermos. Mas sabem a única coisa que resultou? Foi nós dizermos: "Pois é João, é um avião". Sossegou imediatamente. A vergonha é que já ninguém nos tirava. E até ao fim portou-se novamente exemplarmente.

3 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

lol não tens nada de ter vergonha, afinal é um bebe e portou-se muito bem :):):)

Adriana disse...

Os miúdos dão conta de tudo. O Gustavo é a mesma coisa. Assim que avista um, não pára de dizer "bião" até nós dizermos "sim filho é um avião." E depois acena o adeus e diz " té manã".

Pat disse...

ahahahahahahahaha vergonha porquê? Eu cá acho que se portou muito bem! E a culpa foi vossa!! Vocês e que não disseram logo que estavam a ver e que era de facto um avião!