terça-feira, 21 de junho de 2011

Ser pai e mãe

No fim de semana fomos almoçar a um centro comercial. Enquanto dava a sopa ao João ele riscava pintava uns desenhos. Na mesa ao lado estava um pai e uma mãe com uma Mafalda. O pai e a mãe discutiam (em voz baixa, mas a discutir) enquanto a Mafalda rondava a mesa deles. E estiverem assim desde que chegamos. Sem sequer olhar para a menina. Quando ela viu o João pintar abeirou-se da nossa mesa. Como já me tinha apercebido da situação perguntei-lhe se queria pintar. Ela disse que ia perguntar à mãe. E foi. Só à quinta chamada de atenção é que a mãe olhou para ela. Disse-lhe que podia, mas nem olhou para nós para ver o nosso aspecto. A Mafalda sentou-se a pintar e a conversar connosco. Disse-me que tinha 4 anos, que sabia pintar bem mas que quando era bebé como o João também só sabia fazer riscos e por isso eu não ficasse chateada com ele (porque eu estava a elogiar a pintura dela). Amorosa. E lá esteve até que a mãe saiu disparada da mesa e o pai veio buscá-la e agradeceu. Dei-lhe os desenhos para levar com ela. Acho que fizemos o dia daquela menina mais feliz. Ou menos triste. Todos temos dias melhores e dias piores, mas enquanto me lembrar da cara triste da menina a vaguear à volta da mesa tentarei não ter dias piores.

5 comentários:

Lena disse...

É muito triste ler relatos como o teu, mas infelizmente é o que mais se vê por ai :(
É bom que existam pessoas como tu para fazerem sorrir os pequenitos

É tão bom faze-los FELIZES(e tantas vezes com muito pouco)!!!

bjs

Pat disse...

São situações chatas, apesar de não sabermos se era rotina esse tipo de comportamento! Nunca conhecemos a vida dos outros não é? Mas ainda bem que foram vocês e não "outras" pessoas a brincarem com a miúda! Nunca se sabe o que pode acontecer... é triste, mas infelizmente real!

Gambozina disse...

Concordo Pat, daí eu dizer que há dias melhores e dias piores. Não me pareceu que fossem pais perfeitamente desleixados, pareceu-me que estavam num dia mau mas que não repararam que isso estava a deixar a menina muito triste e abandonada. Vidas!

Flor disse...

:( estou chorar com o teu relato

infelizmente é o que mais se vê, infelizmente as crianças "sofrem"
nós adultos por vezes estamos em maus dias e nossos filhos é que sofrem

Parabens pelo teu acto

bjs

Cláudia disse...

Hoje em dia, vivem todos a 100 á hora, que se esquecem das coisas mais importantes... Os nossos filhos...
Infelizmente há muitas Mafaldas no mundo inteiro, e isso é triste, porque uma criança NUNCA deveria sofrer...