terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O João é um menino fácil

É fácil de convencer a fazer o que queremos (embora seja teimosinho). É, regra geral, bem comportado e educado. Mas não é rapaz de dar beijos a terceiros a nosso pedido, lá isso não é. É timido e não é menino de sorriso aberto para quem não conhece, mas é capaz de fazer a cara mais deliciosa de provocação assim como quem diz "Eu estou a fazer de conta que tenho vergonha mas estou a adorar que te metas comigo". Não risca nas paredes, não parte coisas, nem diz asneiras (ainda?). Pede autorização quando quer abrir um brinquedo novo ou brincar com alguma coisa que lhe esteja interdita (mesmo que esteja ao alcance dele). Gosta da escola e dos amigos. Não gosta muito de novidades radicais nem de sítios diferentes, prefere as rotinas dele. Brinca muito mas deviamos ter mais tempo para brincar ainda mais com ele. Adora o parque infantil, jogar à bola e o ar livre no geral. Gosta de ir dormir ao hotel (seja ele qual for). Não gosta muito de ser elogiado, fica algo envergonhado. É muito, muito sensivel embora nem todos se apercebam. É muito cautelososo. Adora carros, comboios, aviões, pistas. Não gosta de motas: só ao longe porque fazem muito barulho. Começa as conversas com "Sabes mamã, ..." e termina muitas vezes com "...é, pois é mamã?" Gosta de cães e gatos, mas tem medo quando se aproximam demasiado. Gosta de ajudar em tudo: cozinhar, varrer, meter a louça na máquina. E eu aproveito. Nunca quer tomar banho, mas depois de lá estar nunca quer sair. Adora puzzles e livros. E a Ovelha Choné, o Chuggington, o Uki, o Thomas, o Mickey, o Timmy, os Little Einsteins, o Bob o Contrutor, etc. Detesta os Gormitis e alguns desenhos animados onde aparece o lobo mau (ou outro personagem mau). Chora que nem um desalmado quando vê algo do género. Está a passar o segundo Outono e Inverno sem maleitas (shhhhh, não comemoremos antes do tempo). Vai à casa de banho sózinho. Não se veste sózinho por preguiça  (comodidade) dos pais, mas temos que resolver isso. O mesmo vale para o leite por biberão. Cada vez que apanha uma chupeta esquecida num canto (tinha tantas!) deita-a no caixote do lixo. Já não as usa há mais de um ano. Adora brincar na praia. E passear. Voltou a usar fralda à noite depois de a ter deixado uns meses largos sem descuidos. Passa a vida a dizer "Quando eu tiver 100 anos vou fazer..." e também que quando ele for crescido nós vamos ficar bebés. Ou a recordar tempos de quando era pequenino. Adora ver fotografias. E ouvir música. Fala muito e bem. Muito explicadinho. Televisão, dvd e box não têm segredos para ele. O telemóvel também não. E começa, com a nossa presença, a mexer no computador. Adora escrever no pc os nossos nomes (ditando-lhe as letras, claro), os números, etc. Tem diálogos iguais aos que vê nos desenhos animados e está em plena época do faz de conta. "É a fingir, mamã." diz ele amiúde. A palavra da ordem é o não. Partilha muito bem as coisas dele com as outras crianças. Incentiva-as a brincar com os brinquedos dele. Não compreende quando os outros meninos não são assim. Dá beijos quentinhos e abraços grandes. É lindo. E faz hoje três anos e meio.

Sem comentários: