terça-feira, 12 de abril de 2011

Carro de corridas

Quase um ano depois de receber de presente um andador da Chicco, o João reinventa sua utilidade e utiliza-o como carro de corrida.

Empurra o andador a alta velocidade desde o início do corredor e só trava a fundo no final da cozinha, junto à porta para a lavandaria. Qualquer dia despista-se e à velocidade que vai a coisa não vai ser bonita. Já o avisei imensas vezes, mas está visto que qualquer dia vou ter que confiscar o andador.

Entretanto, quando ele começa com as velocidades eu paro-o e digo-lhe que tem que andar mais devagar. O pestinha, enquanto estiver ao alcance dos meus olhos, anda devagar e a olhar para mim como quem diz "Vês como eu faço o que tu pedes?". Mas mal sai da minha vista acelera até não poder mais. E se eu procuro o seu olhar novamente, desacelera como pode e volta a andar devagar com o ar mais comprometido do mundo. É ou não uma peste sabida?

[E é curioso como há coisas que atravessam gerações. Lembro-me perfeitamente do meu irmão fazer o mesmo, talvez um pouco mais velho que o João. E em vez de um andador todo moderno fazia-o com um banco de madeira pequenino com um volante de plástico laranja pousado em cima.]

2 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

ahahahah estás tramada com ele :) a tua casa virou pista de corridas :)

Pat disse...

ehehehe sei bem o que é ter pistas de corridas em casa!! E não descanses porque não tarda nada ele descobre essa dos bancos!! LOL