segunda-feira, 18 de abril de 2011

Eléctrico

Já que o João gosta tanto de eléctricos, autocarros e afins resolvemos dar uma volta com ele no sábado. Já que no autocarro descapotável nos queriam levar o dinheiro todo, decidimo-nos pelo eléctrico. Asneira. Das grandes. O João ficou cheio de medo e não aproveitou nada.
Na viagem para a Foz foi sentado no meu colo agarrado ao meu pescoço com toda a força que tinha. Entretanto fomos passear e ver as pombas. Pensamos que ele já se tinha esquecido... pois sim. Na viagem de regresso (vir a pé estava fora de questão já que nem o carrinho dele tinhamos e eram uns valentes quilómetros!) já começou a choramingar antes de entrar. Dentro do eléctrico foi um sucesso entre os restantes passageiros. Cada vez que o eléctrico parava ele gritava "Já está" com um alívio sentido e alegria incontida. Até que eu dizia "Ainda não, só mais um bocadinho" e ele voltava a choramingar e a refugiar a cabeça no meu pescoço. Isto aconteceu umas 5 ou  6 vezes e os outros viajantes riam-se com o ar de satisfeito e o grito de guerra de cada vez que o eléctrico parava. Só visto.
No dia seguinte, ao contar ao Avô, perguntavamos-lhe se ele queria andar de eléctrico. Ele franzia o sobrolho e punha o seu melhor ar de assustado.
Assim, para evitar traumas, eléctrico outra vez só lá para os 4 anos ou 5 anos!

4 comentários:

Cati disse...

Coitadinho do João! Mas não podemos saber do que eles não gostam sem experimentar...

Beijinho*

Pat disse...

ohhhhhh mas o que terá sido? O barulho?

Mami ( Sónia ) disse...

Tadinho dele! Quando for maior tentas de novo vais ver que ai já não se assusta tanto.

Patricia disse...

Oh que pena1 A Maria adorou e já andou há uns tempos. Deve te-se assustado com o barulho. Outro post: imagino a baba do Dr. P :)