quinta-feira, 16 de abril de 2009

Para quem ainda não se decidiu...

...e para quem já decidiu não pagar para fazer a criopreservação das células estaminais do cordão umbilical, fica aqui a informação recebida hoje por e-mail do Centro de Histocompatibilidade do Norte, responsável pela Lusocord, entidade que em Portugal detém o Banco Público de Sangue de Cordão. Há uns meses tinha mandado para lá um e-mail a pedir informações sobre o assunto e finalmente deram-me resposta... e vale a pena ler.
Caso tenham decidido não fazer a cripreservação numa empresa privada, podem sempre por a hipótese de doar as células estaminais do cordão umbilical a este banco podendo ajudar qualquer pessoa que delas precise (vocês, os vosso parentes ou outra pessoa qualquer).

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Na doação para o Banco Público de Sangue do Cordão – LUSOCORD:.

- O sangue do cordão umbilical será utilizado para realizar um transplante de qualquer doente que dele precise.

- A informação referente à mãe e filho/a será tratada de forma confidencial e codificada de modo que fiquem protegidas as identidades.

- Será feita colheita de uma amostra de sangue para a realização das análises HIV-SIDA, Hepatite B e C, Sífilis, Toxoplasmose e Citomegalovirus, no dia do parto e opcionalmente 3-6 meses após. Também se realizarão análises no sangue do cordão e serão guardadas amostras da mãe e do cordão para posteriores análises.

- Não receberá compensação económica nem de nenhum outro tipo pela doação.

- Em caso de não ser usado o sangue para transplante, poderá ser utilizado para outras alternativas terapêuticas ou para investigação, sendo possível rejeita-lo se não cumprir os requisitos técnicos mínimos.

- Os critérios de elegibilidade para a dádiva requerem:

Idade:
A dadora deve ter mais de 18 anos e gozar de boa saúde
HIV/SIDA:
Se tem ou está em risco para HIV/SIDA não pode ser dadora.
Cancro:
Todas as formas de cancro à excepção do cancro já curado de pele (células basais ou células escamosas) ou cervical impedem a doação.
Diabetes:
Se tem Diabetes tratados com medicação não pode ser dadora.
Hepatite:
Se tem Hepatite B (HBsAg) ou C não pode ser dadora.
Transplantes de Órgãos ou Tecidos:
Se recebeu um transplante de coração, pulmão, rim, medula óssea ou outro órgão ou tecido não pode ser dadora.
Doenças Sexualmente transmissíveis:
Qualquer doença sexualmente transmissível nos últimos 12 meses deve ser avaliada pelo Banco do Cordão.
Tatuagens ou Piercings:
Se efectuou qualquer tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses não pode ser dadora.

- Se cumprir as condições acima indicadas terá de nos comunicar a sua morada e contacto telefónico 2-3 semanas antes da data programada para o parto para nessa altura enviarmos o kit de colheita. A caixa térmica com o sangue colhido será devolvida à LUSOCORD via transportadora MRW (de segunda a sexta feira). Todo o procedimento decorre sem custos para a dadora.

- Qualquer dúvida pode ser esclarecida ligando para o Centro de Histocompatibilidade do Norte, tel. 225 573 470, falar com Dr.José Fernando Teixeira ou Dra.Fátima Freitas.

4 comentários:

Pat disse...

Olha que sou bem capaz de o fazer!!! Eu tinha decidido não fazer a criopreservação... a ver vamos!

Cláudia disse...

Ai está uma boa ideia...

Mandei mail sobre o encontro.

beijinhos

Mãe-Te-Quer disse...

Olá querida! Obrigada por divulgares! Amanhã já vou enviar um mail para eles!
Beijinhos

Isa & António disse...

Nós vamos fazer a criopreservação... Pelo sim pelo não, depois não me quero sentir culpada...
Não salva o mundo, mas com a evolução que a ciência está a sofrer...a caminho diso vai!!!

bjs