quarta-feira, 13 de março de 2013

A caminho da escola

Enquanto caminhavamos na alameda que há à entrada da escola, o pai oferecia-se para segurar no livro que ele levava para ele poder dar-lhe a mão: "Não papá, não quero. Não gosto de ti.  A mamã é que dá a mão." Começa então o pai: "Então está bem... não te trago mais à escola. E não monto mais a pista dos carros para brincarmos... e não há colinho... e..." Rapidamente passou o livro ao pai e disse-lhe que gostava muito dele. Impostor. Traidor! :-)

1 comentário:

Pat disse...

ahahhahahaha todos iguais!!! :)


(tenho andado desaparecida daqui...sorry! Muuuuuuuito ocupada)